Orochi – Vida Cara Lyrics

Vida Cara Lyrics – Orochi

Beat do kizzy
As festas e drogas todo momento
Não quero cometer os mesmos erros
Nem te perder sempre

Várias piranhas jogadas na minha cama
Quero o meu bolso e minha mesa farta
Que pra minha tropa nunca falte nada
Damos pra bitch o que ela quer, vida cara
Tudo de novo
Elas quer sentar no meu pau
Me chama de gostoso

Doutrinado, ei
Nessa vida nós tá de passagem
Marolando quando posso, fazer o que
Escolhas, consequências, fé em Deus
Aprendendo com a dor da perda desde cedo
Putaria, loucura, o crime, o vazio, isso tem desde cedo
Todo o poder do mundo não pode mudar o seu destino
Triste ouvir ela dizer que eu vou morrer sendo a porra dos meus erros
Caozada na pista, nós desenrola
Sempre foi assim, sem limites
Vida cara, coleção de grife
Agora o padrão é alto nível
Vida não é longa nesse pique
Ela quer fuder na suíte
Joga o rabo no beat do kizzy
Pra quem tá vivendo, isso é rotina
Pra quem tá de fora, isso é um filme

Várias piranhas jogadas na minha cama
Quero o meu bolso e minha mesa farta
Que pra minha tropa nunca falte nada
Damos pra bitch o que ela quer, vida cara
Tudo de novo
Elas quer sentar no meu pau
Me chama de gostoso

Águia não tem contrato com serpente
Por isso não me envolvo com piranha
Só na cama pra me dar prazer
Ela ‘tá louca pra ter uma vida cara
Uma vida insana
Não me chama se não for
Pra te dar prazer, te enlouquecer, te fuder
Se for boa, malote eu dou
Pra te dar prazer, te enlouquecer, te fuder
Se for boa, grife eu te dou
Gucci e Prada, eu dou(eu dou)
Louis V, eu dou(eu dou)
Meu coração não dou
Se apaixonar mano quem falou?
Vida cara eu dou (eu dou)
Quer seguidores? eu dou (eu dou)
Meu coração não dou
Avisa lá que o trem não parou

E ela quer vida cara
Imaginando essa blogueira pelada
Pede com força, bota e pede mais tapa
O corajoso por fora, tão forte de alma
Vejo a maldade na sua cara
E não é sempre assim, se amarra nessa vida cara
Então joga pra mim, na esquina minha cara pixada
Trem bala do Rio, na contenção do homem para
É mais de 20 bico
Agora eu vou fazer de novo, chuto pra lá os invejosos
Essa guerra acaba aqui
Tipo Ciclope com olho vermelho, CHIRÓ no estúdio apertou vários quilos
Elas vem de fora pra subir o morro
Já gamou nos cria e não sai mais da Vila
Enquanto uns sobre pra dar o vacilo
Já fica de exemplo e rala da firma
Quer after de novo, se perdeu com a tropa do mais novo

Várias piranhas jogadas na minha cama
Quero o meu bolso e minha mesa farta
Que pra minha tropa nunca falte nada
Damos pra bitch o que ela quer, vida cara
Tudo de novo
Elas quer sentar no meu pau
Me chama de gostoso